como captar clientes

Como atender o cliente na Advocacia Criminal

Muitos advogados criminalistas ficam em dúvida na hora de atender o cliente. Como proceder no momento da consulta? Como coletar todas as informações importantes para uma boa defesa na Advocacia Criminal?

Para entrar no grupo de whatsapp e receber conteúdos gratuitos diariamente, acesse: https://chat.whatsapp.com/DEXg2t7GuPUJPL1CheASzk

Caso o grupo já esteja lotado, pegue o link atual no stories do instagram @professoracristianedupret

Para entrar no grupo de estudo do telegram, acesse t.me/professoracrisdupret

Se tiver dúvidas sobre a inscrição nos cursos, CLIQUE AQUI para ser atendido pelo whatsapp em horário comercial

Vários detalhes da prática criminal, infelizmente, não aprendemos na faculdade. Por esse motivo, que o surgimento dessas dúvidas e inseguranças são extremamente comuns entre os Advogados iniciantes na prática penal.  

Na verdade, acabamos aprendendo esses detalhes importantes com a experiência do dia a dia, ou através de troca de experiências com colegas Advogados a mais tempo. Fato é que, alguns desses detalhes da prática penal fazem toda a diferença na sua Advocacia Criminal.

Hoje, escolhi conversar com você sobre a importância de como atender o seu cliente da forma correta e como coletar dele todos os dados importantes para a construção da sua defesa.

É certo que, a qualidade da tese defensiva que você será contratado a elaborar, irá depender de vários fatores.

Inicialmente, se já existe um processo ajuizado, você deverá consultá-lo, tirar cópias e estudá-lo, de forma minuciosa, para analisar todos os detalhes daquele caso concreto.

Entretanto, muitas vezes, o que você irá alegar ou as testemunhas que você irá arrolar, vai depender da narrativa dos fatos feita pelo próprio cliente no momento do primeiro atendimento.

Como atender o cliente na Advocacia Criminal

Nesse ponto, dou duas dicas importantes para você adotar no momento do atendimento ao seu cliente:

A primeira dica é, caso o seu cliente dê o consentimento, grave o áudio do atendimento. Isso pode facilitar a sua prática penal, pois você poderá escutar o áudio no momento da elaboração da peça processual, te ajudando a lembrar dos detalhes do caso.

Além disso, escutando o áudio e analisando o caso com mais calma, você poderá escolher as melhores testemunhas a serem arroladas, se esse for o caso.

A segunda dica, que também é bastante válida, é que você peça ao seu cliente que ele escreva a narrativa dos fatos e todos os detalhes que ele acha importante lhe contar.

Se possível, dê a ele 3 (três) dias para esta tarefa. É óbvio que, se você não tiver esse tempo disponível, por conta de prazos processuais a serem cumpridos, peça urgência.

E se houver tempo, peça que ele escreva em um dia e leia no dia seguinte. Desta forma, ele pode lembrar de outros detalhes importantes que, enquanto escrevia, não veio a sua memória. Lembrando que, muitos desses detalhes podem ser de extrema importância para o caso, como em uma prova documental ou testemunhal que será produzida, por exemplo.

A terceira dica diz respeito a um atendimento de qualidade. Não esqueça que um cliente satisfeito é sinônimo de boas indicações e fidelização! De mais a mais, um atendimento de qualidade contribui para a construção de uma boa imagem e de uma boa reputação profissional.

Desta forma, não cometa o erro de negligenciar seu relacionamento com o cliente. Seja paciente e atencioso no atendimento ao seu cliente. Escute o que ele tem a dizer.

Após, procure retornar as ligações e responder os e-mails e mensagens o mais breve possível e sempre de maneira completa e atenciosa.

Seja sempre diligente para não permitir nenhuma arbitrariedade administrativa para com ele, caso ele já esteja em uma unidade prisional.

Sempre mantenha seu cliente bem informado sobre o andamento processual. Essa atitude passa uma imagem de zelo e preocupação com o caso e ajuda a evitar cobranças desnecessárias e repetidas.

Assim, quando você desenvolve um trabalho diferenciado perante seu cliente, estando sempre à disposição dele e da sua família para esclarecimentos ou dúvidas, se mostrando compreensivo com as dificuldades apresentadas, isso vai fazer com que a sua forma de trabalhar repercuta de forma positiva e você conquiste outros clientes.

Não se esqueça que a Advocacia Criminal envolve a análise aprofundada de tudo que aconteceu naquele caso concreto, seja o estudo do processo, caso ele já exista, ou da investigação que foi realizada, seja em sede policial ou se foi o caso de uma investigação defensiva. Não importa. O essencial é que você estude o conteúdo referente ao caso, para que você possa desenvolver, da melhor forma possível, todas as suas teses possíveis a favor do seu cliente.

Atendimento de clientes em um estabelecimento prisional

Se o seu cliente ou potencial cliente se encontra em um estabelecimento prisional, você deve ter outras preocupações, além das que já dissemos acima.

Primeiro, importa dizer que, é claro que cada unidade federativa tem suas peculiaridades quanto ao sistema prisional. Em outras palavras, cada estabelecimento prisional possui suas próprias regras administrativas.

Por isso, queremos apenas trazer breves orientações quanto a este atendimento, sem, de forma alguma, ter a pretensão de esgotar o assunto.

A primeira dica é, realmente, o primeiro passo para o atendimento ao cliente em um estabelecimento prisional.   Então, antes de tudo, descubra se há algum procedimento específico naquela unidade prisional para a sua visita ao cliente, como agendamento, ordem de chegada, horário específico, enfim, ligue para a unidade e se informe para não perder seu tempo e também, para não atrapalhar o seu cliente no banho de sol ou na visitação de familiares.

A segunda dica é essencial, caso você já tenha sido contratado por familiares ou mesmo, pelo próprio cliente. Então, leve uma procuração (em branco, caso ainda não tenha sido contratado). Primeiro, para facilitar seu acesso ao presídio, mostrando ao agente penitenciário, tanto a procuração já assinada, como a ainda em branco. Segundo, caso ainda não tenha sido contratado, para colher a assinatura do seu cliente.

A terceira dica é referente a guia de recolhimento ou guia de execução penal. Já falamos em outra oportunidade o quanto é importante você ter acesso a esse resumo da execução, com todas as informações referentes aquele caso específico. Se possível, leve uma cópia da guia para o seu cliente. Além de demonstrar para o seu cliente que você está ciente da situação dele, é muito importante que o apenado tenha acesso à guia para ter uma visão panorâmica da sua pena.

A quarta dica diz respeito à sua transparência e eficiência como profissional da Advocacia Criminal. Portanto, leve anotado todos os direitos que seu cliente possui e o informe. Além disso, converse com seu cliente sobre o que ele precisa naquele momento e anote. E por fim, nunca prometa resultados, pois isso não depende só de você. Prometa apenas que você fará o melhor possível e que apresentará os requerimentos cabíveis nos próximos dias.

A quinta e última dica é sobre prospectar clientes. Se o seu cliente está gostando da sua atividade profissional, então, peça indicações.

Em suma, é importante que você verifique quais são as regras daquele estabelecimento prisional que irá atender o seu cliente, antes mesmo de se deslocar até ele. E para evitar transtornos desnecessários, entenda e cumpra as normas de segurança.

Bom, essas são breves dicas de como atender o cliente na Advocacia Criminal e espero assim ter te ajudado!

Recentemente, publicamos artigos relacionados ao tema que pode ser interessante para você:

 

Se curtiu esse conteúdo, comente abaixo e dê sugestões de temas que gostariam de ver nos próximos.

Especialize-se na Advocacia Criminal

Cursos com certificado emitido por Instituição de Ensino, central de dúvidas com a Professora Cristiane Dupret, Visualizações ilimitadas, aulas também por aplicativo, Novos conteúdos constantes, Modelos, Material de apoio complementar e atualização semanal na área do aluno, além de conteúdos de atualização por e-mail.

Curso de Prática na Advocacia Criminal

CLIQUE AQUI

Curso de Teses (Curso Completo de Direito Penal)

CLIQUE AQUI

Curso para a Segunda Fase da OAB em Penal

CLIQUE AQUI